Edição 1: É preciso ver além da ponta do nariz.

APÓS O TEXTO, OUÇA SUA LEITURA E COMENTÁRIO PELO AUTOR.

 Era uma vez um administrador que, para melhorar o fluxo dos carros na sua cidade, resolveu construir estradas. Derrubaram-se casas, abriram-se estradas. Mas tantas casas derrubaram para construir as estradas, que não havia mais casas, nem carros, nem gente. Muitas vezes, no desejo de resolvermos um problema, acabamos criando muitos outros, às vezes até maiores do que o original. Todos os mestres ensinaram e ensinam que o melhor caminho é o do meio, do bom senso.Sem dúvida ele é o melhor caminho, mas também é o mais difícil de ser trilhado. A escolha, como sempre, só pode ser nossa.


Publicado originalmente na “Revistinha Ria”, Edição 174, em 11/02/2006.


Talvez você também goste!
100 Palavras

Publicações similares

Você precisa fazer o login para publicar um comentário.
Menu